Como acender uma churrasqueira de forma rápida e perfeita

Poucas coisas são tão gostosas quanto um bom churrasco de domingo, não é mesmo? E, se você costuma cumprir o papel de churrasqueiro, sabe que a tarefa não é tão simples quanto parece! Afinal, é preciso temperar e cortar as carnes, colocá-las nos espetos/ grelhas e, claro, se preocupar com o nível do fogo e o processo de cozimento.

Para te ajudar a se tornar um churrasqueiro de mão cheia, nós separamos dicas para acender churrasqueira de forma rápida, prática e segura. Afinal, essa é uma das etapas mais fundamentais de qualquer churrasco, né? Confira!

Use álcool para embebedar o carvão + um pedaço de papel com fogo

Uma das formas mais simples e rápidas de acender a churrasqueira é usando álcool (líquido ou em gel) para embebedar o carvão. Em seguida, jogue um pedaço de papel com fogo para dar combustão e prontinho! Algumas pessoas preferem jogar um fósforo aceso ou até mesmo usar um acendedor de fogão (para fazer faísca e iniciar a combustão) – apenas lembre-se de tomar cuidado com as mãos para não correr o risco de se queimar!

Obs.: Depois de jogar o álcool, espere um pouquinho antes de atear fogo. Assim, o carvão absorve melhor o produto e o fogo crescerá com mais facilidade.

Use papel higiênico e um pouco de óleo

Em vez de acender a churrasqueira da forma mais clássica (usando álcool comum), você também pode recorrer a dois aliados: papel higiênico e óleo. Comece colocando o carvão dentro da churrasqueira. Depois, enrole umas folhas de papel higiênico nas mãos e coloque-as bem no centro do monte. Jogue um pouco de óleo de cozinha por cima e, depois, é só atear fogo com um fósforo aceso. O papel funcionará como uma espécie de tocha – basta colocar os pedaços de carvão mais próximos do fogo para que fique bem aceso durante mais tempo. Bem simples, né?

Você já ouviu falar no acendedor automático?

Outra alternativa bem prática para acender a churrasqueira é contar com a ajuda de um acendedor automático. Ele funciona como uma espécie de ferro que fica ligado na tomada (aquecendo de forma rápida) e, ao entrar em contato direto com o carvão, consegue atear fogo em tudo em até 5 minutos. Você só precisa deixar o acendedor entre os pedaços de carvão e esperar a brasa ficar bem forte. 

Obs.: Esse processo de acender a churrasqueira demanda certo tempo e organização. Por isso, o ideal é que você se planeje para arrumar o carvão/ atear fogo com uma boa antecedência. Lembre-se também que as carnes devem ser previamente temperadas (podem ficar marinando de um dia para o outro, por exemplo) para que fiquem mais macias e saborosas. Fica a dica!

 

Fonte: Casa Prática Qualitá

O ponto do hambúrguer

A escolha do ponto da carne é o grande diferencial de um hambúrguer.
O hambúrguer Bovino malpassado e ao ponto deixa a carne mais macia e suculenta, quanto mais tempo a carne ficar no fogo, mais liquido ela perde e mais ressecado ficará o hambúrguer.
O ideal é que o hambúrguer Bovino tenha uma camada crocante por fora e esteja macio e suculento por dentro. A forma de cocção é muito importante nesse processo.

 

Burger malpassado (49 ºC a 50 ºC):
É o tipo de preparo que deixa a carne mais macia, com um interior avermelhado, brilhante e quente, apresenta o centro cru, enquanto por fora deve estar tostado. Para preparar, você deve “selar” os dois lados em fogo alto por aproximadamente 3 minutos cada lado.

 

Burger ao ponto (60 ºC a 63 ºC): Recomendado
Para este preparo a carne ainda deve ter uma boa faixa rosada no centro do corte, porém suas bordas devem estar mais tostadas que na versão malpassada. Este preparo deixa a carne macia ao toque, especialmente no centro. Para preparar, você deve “selar” os dois lados em fogo alto por aproximadamente 5 minutos cada lado.

 

Burger bem passado (a partir de 71 ºC):
Este ponto você deve deixar as bordas da carne completamente tostadas, mas de forma alguma elas podem estar queimadas. A carne já não fica macia ao toque, apresentando uma maior solidez, o segredo é proceder selando em fogo alto por aproximadamente 3 minutos cada lado e depois cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 10 minutos de cada lado.

 

Fique atendo a lateral do hambúrguer, quanto mais escuro for ficando, mais passado ela vai estar.
espessura do hambúrguer e local de preparo podem variar os tempos mencionados acima, consideremos um padrão de 200g feito na chapa, por isso devem ficar de olho até conhecerem seu “fogo”.
Hambúrgueres na churrasqueira tem um sabor característico do defumado do carvão, dando um sabor único ao seu burger, eu particularmente só faço na churrasqueira, mas é necessário cuidado com o ponto da carne, já que não conseguem controlar a temperatura e o tempo pode variar. Já na chapa ou frigideira o cozimento é uniforme e mais fácil de controlar o ponto ideal, lembrando que existe uma pequena diferença, a chapa retem mais calor e chega a graus mais altos que uma frigideira comum, sendo assim o tempo pode variar um pouco na sua selagem.
repouso da carne é um fator muito importante que poucos levam em consideração, após feito seu hambúrguer em uma chapa ou churrasqueira, é necessário deixar a carne descansar por aproximadamente 2 minutos fora do fogo, porque isso permite que seu hambúrguer absorva o suco da carne, dando mais sabor e suculência.

Fonte: Guia Burguer Gourmet